A fatalidade de ser gay se confunde com a idéia de ser aceito ,de parecer “normal”, como se a orientação sexual  fosse algo a ser conquistado.

A fatalidade de ser gay está no cerne da morte, da dor, da prostituição e do crime de que às vezes (muitas e não poucas) são conduzidos a maioria dos homossexuais por seus pares (entenda-se familiares e adjacentes). Continue lendo

Anúncios