Patti Smith e Robert Mapplethorpe não ficaram juntos por muitos anos. Ele assumiu sua homossexualidade e viveu paixões. A principal foi pelo homem que seria o mecenas até o fim da vida.

Realizado por meio da fotografia, que o deixou milionário, ele encontrou a fama mergulhando no universo sadomasoquista homossexual e produzindo trabalhos.

Patti se casou com Fred “Sonic” Smith, fundador da banda de rock MC5, teve dois filhos e não parou mais de cantar.

Robert descobriu ser portador do vírus da AIDS. E Patti foi quem melhor soube compreender o tom de rebeldia, contracultura e cumplicidade que os envolveu ao falar disso no livro Just Kids (Só Garotos), já best- seller nos Estados Unidos :

“Aprendi a ver com você e nunca faço um verso ou desenho uma curva que não venha do conhecimento que consegui durante nosso valioso tempo juntos. Passando por anos de trabalho na minha cabeça, vi que , de todos os seus trabalhos, você ainda é o mais bonito. O trabalho mais lindo de todos”.

Fonte : Revista Brasileiros # 53, dez/11