2001 - Uma Odisseia no Espaço : TUDO ESTÁ VIVO, MESMO MÁQUINAS E PEDRAS

Novo milênio sem bestas nem apocalipses, a Terra girando em silêncio: nossa existência individual, ínfima diante da prepotência das eras, continua sua trajetória incógnita, nossa vida vai se esvaindo no rio das horas e inventamos milhares de maneiras para passar nosso tempo com vícios,alguns sadios, outros doentios, dentre eles,um sempre teve o poder de esvaziar a mente,mergulhar em outras realidades e viver muitas vidas, umas doces, outras perversas, umas infelizes, outras invejáveis.

Amo aquele torpor causado pela tela na sala escura e pelos pedaços de cogumelo apelidados de fotogramas, esse talvez seja o meu vício mais embriagante e doce.

Para aqueles que querem viver algumas das vidas que vivi, aí vão 66 universos paralelos(divididos em 4 posts) descritos em 6 palavras. Talvez não sejam todos os que mais apreciei,mas são os que primeiro me vêm à memória agora:

  1. ASAS DA LIBERDADE – QUANDO A DOR GERAS ASAS.

  2. BLADE RUNNER – OLHANDO NOS OLHOS DO DEUS INEXISTENTE.

  3. O LADRÃO DE SONHOS – UMA LÁGRIMA PODE GERAR O MAREMOTO.

  4. O SILÊNCIO DOS INOCENTES – A INVERSÃO DO MITO DO HERÓI.

  5. CONTATO – OUTRAS VIDAS, OUTRAS REALIDADES,OUTROS PARADIGMAS.

  6. GATTACA – NOVA EUGENIA GENÉTICA INSANA E DOENTIA

  7. A NEVE SOBRE OS CEDROS – AMOR PELA HUMANIDADE SOBREPUJANDO O INDIVÍDUO.

  8. 2001: UMA ODISSEIA NO ESPAÇO – TUDO ESTAVA VIVO MESMO MÁQUINAS E PEDRAS.

  9. DE OLHOS BEM FECHADOS – POLIGAMIA MENTAL LUTANDO CONTRA MONOGAMIA REAL.

  10. CUBO – METÁFORA DA EXISTÊNCIA – COMEÇO E FIM SEM RESPOSTAS.

  11. PERDIDOS NA NOITE – MELANCOLIA E UMA SINCERA AMIZADE URBANA.

  12. O EXORCISTA – COISAS QUE GUARDAMOS SÓ PARA NÓS.

  13. O ILUMINADO – O COTIDIANO TRIVIAL GERA MONSTROS DOENTIOS.

  14. O BEBÊ DE ROSEMARY – TEMOS TODOS MUITOS FILHINHOS-DEMÔNIOS ESCONDIDOS.

  15. CARRIE, A ESTRANHA – SOBRE AQUELE ÓDIO ADOLESCENTE QUE CONTIVEMOS.

Texto de Edgar Franco especialmente para o Tom Zine

fonte da imagem : “Se não,lembre-se de mim”