George Kennedy e Charlton Heston abalados pelo Terremoto

1)O Mágico de Oz – Um dos mais famosos contos de nossa infância (ou dos americanos).Dorothy que busca o arco-íris encontra um tornado, um espantalho, um homem de lata e um leão covarde.O filme é uma personificação da vida moderna e alvo de milhares de citações. A trilha sonora é considerado um hino gay – mas isso é outra estória.

2)Terremoto – Um terremoto está prestes a acontecer na cidade de Los Angeles e deixar em trapos seus moradores. O velho é bom Charlton Heston encabeça este que é praticamente o pai do chamado “cinema catástrofe”. 

3)Terremoto em Nova York – Depois de destruir Los Angeles o terremoto se manda pra Nova York. De quebra, ainda tem um serial killer e seus intrigantes assassinatos.

4)Tempestade – A vítima é uma pequena cidade de Huntinburg e os velhos clichês: tempestades fortes, muita água, onda gigantesca e, é claro, a salvação de uma comunidade ameaçada.

5)Turbulência em Alto-Mar – Operação secreta desenvolve equipamentos para controlar o clima e um erro de cálculo faz com a tempestade seja dirigida a Los Angeles (que já foi destruída por um terremoto). Os efeitos especiais são bem curiosos.

6)Joe Contra o Vulcão – Comédia com Tom Hanks, um hipocondríaco que descobre ter apenas seis meses de vida e decide pular dentro de um vulcão que está prestes a entrar em erupção. Eu disse: é uma comédia.

7)Armageddon – Um imenso asteróide está prestes a destruir a Terra. Na tentativa de salvar a humanidade, a NASA decide enviar ao espaço um time de perfuradores de poços de petróleo.

8)Krakatoa, o Inferno de Java – Krakatoa entra em erupção causando um gigantesco maremoto. Um grande tsunami engole a ilha e coloca em risco a vida de todos que terão de escolher entre permanecer ou partir para uma ilha vizinha.

9)O Inferno de Dante – final previsível, mas vale pelos efeitos especiais e o show à parte dado pelo vulcão em erupção. Claro que os protagonistas acabam se envolvendo no meio do clichê “salvação da humanidade contra os interesses econômicos e políticos do poder local”.