“Você  não viu nada,

você nem viu o amor(…)

Nada, você não lê nada.

Você vê pela tevê, eu sei.

Mas na tevê também dá, o tempo todo:

amor mata amor mata amor mata.”

(Caio Fernando Abreu, no conto “Dama da Noite“)