Cena do filme "The White Shadow", de 1923

Considerado por muitos anos “o filme perdido de Alfred Hitchcock”, o drama em preto e branco “The White Shadow” (1923) foi exibido pela primeira vez no Festival de cinema mudo de Pordenone, na Itália.

Apesar de “The White Shadow” não ser o primeiro filme de Hitchcock, acredita-se que o célebre cineasta tenha dado seus primeiros passos como diretor justamente nele, quando tinha apenas 24 anos. Um dos fundadores do festival, Carlo Montanaro, que nasceu em 1980, disse que Hitchcock estava “se preparando para iniciar seus próprios projetos”.

O filme foi restaurado nos últimos meses, mas só com sua digitalização poderão ser recuperados fragmentos danificados pela passagem do tempo. Montanaro não descarta que, com a colaboração conjunta de cinematecas (que costumam ter arquivos com pedaços de filmes), seja encontrado o resto da obra. O idealizador do festival se mostrou otimista também em relação a uma possível distribuição em formato digital.

“The White Shadow” conta a história de duas irmãs gêmeas (interpretadas pela atriz Betty Compson) tão parecidas fisicamente como distintas em seu interior: uma é diabólica, e a outra, angelical.

Três minutos antes do final do filme, aparecem apenas frases contando o resto da trama, mantendo o suspense ao melhor estilo de Hitchcock.

A  fonte é a Folha Online

Anúncios