“Nós ainda somos somos moços,podemos perder algum tempo sem perder a vida inteira.

Mas olhe e veja o que temos feito de nós e a isso considerado a vitória nossa de cada dia.

Não temos amado, acima de todas as coisas, não temos aceito o que não se entende porque não queremos passar por tolos.

Temos amontoado coisas e seguranças por não termos um ao outro.

Não nos temos entregue a nós mesmos, pois isso seria o começo de uma vida longa e nós a tememos.

Temos procurado nos salvar mas sem usar a palavra salvação para não nos envergonhar de sermos inocentes.

Não temos usado a palavra amor para não termos de reconhecer sua textura de ódio, de ciúme e de tantos outros contraditórios.

Temos disfarçado com falso amor a nossa indiferença,sabendo que nossa indiferença é angústia disfarçada.

Temos chamado de fraqueza a nossa candura.Temos nos temido um ao outro, acima de tudo.

E a tudo isso consideramos a vitória nossa de cada dia.

Clarice Lispector, “Uma Aprendizagem”

Anúncios