Polêmico aplicativo para celular promete revelar a pais se filho é gay

Um aplicativo recém-lançado para celulares com sistema operacional Android e vendido online vem gerando polêmica na França. Por R$ 4,89, o programa “Is My Son Gay?”  promete elucidar dúvidas de pais acerca da sexualidade de seus filhos.

Como isso é feito? Com 20 perguntas que denunciariam suposta homossexualidade. Nas questões são avaliados gosto musical (“Ele gosta de músicas cantadas por divas?), moda (“Ele se veste bem?”), esporte (“Ele gosta de futebol?”) e relacionamento familiar (“Ele se dá bem com o pai?”). Só é possível responder com “sim” ou “não”.

As respostas dão a possibilidade de dois resultados: “Não há como ver a questão de outra forma. Ele é Gay! ACEITE ISSO!” e “Você não tem com o que se preocupar, seu filho não é gay. Portanto há uma grande chance de que você torne-se avó e tenha alegrias”.

O aplicativo gera polêmica justamente pela fragilidade das questões e respostas possíveis e pelo tom jocoso dos resultados. De acordo com fontes ouvidas por matéria do site “The Week” – que destaca o assunto nesta quarta-feira (28/9) -, o aplicativo alimenta “estereótipo ofensivos” e é “ridículo e inapropriado”.

Antissemitismo
Este não é o primeiro caso de aplicativo para smartphone que gera controvérsia. Recentemente, um programa vendido na loja iTunes, da Apple, prometia identificar judeus e foi considerado antissemita. O aplicativo foi retirado da loja online após protestos de usuários na França.

Anúncios