“A estrela chorou rosa ao céu de tua orelha

o infinito rolou branco,dá nuca aos rins

o mar perolou ruivo em tua teta vermelha

e o homem sangrou negro

o altar dos teus quadris.”

Arthur Rimbaud

Anúncios