O Brasil tem alta posição no mercado de tráfico de pessoas, sendo parte delas transformada em escravas sexuais.

Levantamento de órgãos do governo e ONGs indicam que aproximadamente 15 mil a 20 mil pessoas deixam o país todos os anos para abastecer os prostíbulos localizados em países da Comunidade Européia, Portugal, Alemanha, Itália, Suíça e Holanda.

 

Anúncios