Quero bitch, Brecht, Bramhs e levedo

Quero meu tédio sem medo

Quero meu peito de frango e ketchup

Quero bunda sem pelos e K-Y

Quero comício

Quero Kandisk,soccer,cd e suco

Qero pênis dourados e espermas sem contra-indicação

Quero Tchekhov

Quero cuspir no seu prato e lamber seu saco

Quero asa delta e Garfield,cachoeira e ventilador

Quero meu amado armado,malhado, dopado

Quero o reto,o plano, o technicolor

Quero bananas, pepinos e mandiocas

Quero ocas!

Quero bússola e labirinto

Quero teu pinto

Quero química,mímica, botânica, licor e cachaça

quero blues, baldes e Baudelaire

Quero dar de quatro,de cinco , de seis

Quero dizer o nome do meu amor sem pudor

Quero Romeu e Julieta Masina

Quero dar as cartas para Alice

e Picassos para Pablo

Quero ficar rublo com “el niño”

Quero fazer contato com Deus

no paraíso de Dante

Quero clone de caralhos para orgasmos em dobro

Quero súmula e sêmola,

te torturar puxando a sonda

Quero a boca de Bocage

Quero coturnos e sapatilhas

Quero entrar em parafuso

Quero os cornos de Euclides ,

os baratos de Kafka

Quero romance, tornados e bombardeios

Quero espelhos e pentelhos

Quero até a última gota, o último ganido

Quero hormônios, ventres, polpas e dissidências

Quero impertinências

Quero baladas e bailados

Quero meu tapa-sexo medieval,

minha chibata, meu pau

Quero tirar a roupa e subir o cadafalso

Quero gozar entredentes

Quero a passagem das estações

Quero “on the rocks” com estilhaços do Titanic

Quero close-up de glandes

Quero que meus beijos

não sejam considerados

atentado ao pudor

Quero as janelas da América

Quero ser cruel de doer

Quero o manifesto de Karl e Frieddrich

Quero napalm na cabeça dos homofóbicos

Quero os amantes de Capitu

Quero os prazeres de Onã

Quero Da Vinci com Leonardo de Caprio

Quero gozar com Godart

Quero vinho e frases feitas

Quero amamentar no teu piercing

Escapelar tua púbis, escalar teu traseiro

Quero ser a carne da semana pouco santa

Quero temperar teus ovos com molho inglês

Me masturbar com teus dedos

Quero sair do baú

Quero sair do armário

Quero ser o teu baralho

Quero seu corpo inteiro jogado no veraneio

Quero o “road-movie” do seu suicídio

Quero substituir teu consolo

Quero Theo, til e too também

Quero meu teste de Aids

Quero meu archote,meu capacete,meu nocaute

Quero São Pedro, São José e São Francisco

Quero tudo isso.

TOM

Anúncios