Ensaios, artigos e crônicas que George Orwell escreveu durante toda sua vida formam um doloroso retrato de sua experiência como sem-teto, bóia-fria, presidiário e paciente de um hospital público.

E essa é apenas a primeira parte do livro. Com a força de quem presenciou ele discorre sobre todos os assuntos, formando um retrato certeiro de seu tempo.

A hipocrisia intelectual, a estrutura da sociedade e as transformações profundas que ocorriam na Inglaterra e no mundo são desenhados por um dos maiores gênios, literários e políticos, que o mundo já teve.

A vida real sempre esteve presente em toda a literatura que produziu, de 1984 a Revolução dos bichos. Em Como morrem os pobres e outros ensaios a realidade se torna ainda mais pessoal.

Fonte : Revista “Geografia”

 

 

Anúncios