(Knockin’on Heaven’s Door)

Mãe, tire o distintivo de mim

que eu não posso mais usá-lo.

Está escuro demais pra ver.

Me sinto até batendo na porta do ceu.

Este bate, bate na porta do céu.

Mãe, guarde estes revólveres para mim.

Com eles nunca mais vou atirar.

A grande nuvem escura já me envolveu.

Me sinto até batendo na porta do céu.

Bate, bate, bate na porta do céu.

 

(Bob Dylan -Tradução  de  Zé Ramalho  onde nessa versão ele procura dar a mensagem de arrependimento de quem errou, fez um exame de consciência, merecendo como na Bíblia, as benesses do céu).

Anúncios