Deixaram-me só no campo,

sob a chuva fina, só.

Olhavam-me mudos

admirados

os álamos nus: sofriam

a minha dor : dor

de não saber nitidamente…

E a terra molhada

e os negros e altíssimos montes

calavam-se vencidos.
parecia que um deus malvado

tivesse com um só gesto

petrificado tudo..

E a chuva lavava aquelas pedras.

SANDRO PENNA

Tradução : Vera Lúcia de Oliveira

Anúncios