O meu nome é Páris e matei Lucrécia fumando um cigarro.

Eu creio nos bares e detesto conselhos.

Matei Lucrécia na data do seu aniversário,

ela trajava um vestido azul de costas nuas – mas não tive coragem de nelas apagar baganas.

Naquele ano,minha escola de samba saiu vitoriosa e substituíram a porta-bandeira.

TOM

Anúncios