A DIFERENÇA ENTRE LITERATURA HOMOSSEXUAL E LITERATURA GAY

A literatura gay exige uma voz homossexual, um ponto de vista homossexual na narração.

 Ao mesmo tempo, e isso é uma das características que com maior nitidez separa os textos homossexuais anteriores a Stonewall dos textos gays pressupõe-se a existência de uma cultura gay  articulada e com um significado político; a identidade gay é vista como um fato consumado e, ao mesmo tempo, como um projeto compartilhado.

(…)Entende-se, além disso, que enunciação e leitor estão dispostos a aparecer como gays no mundo.

 O uso de códigos próprios da literatura no armário, na qual o autor homossexual tentava estabelecer um tipo de comunicação secreta com certos leitores, oculta ao olhar heterossexista , é substituído por um sistema referencial no qual se exibem as marcas da identidade .

 Não se trata de defender explicitamente a homossexualidade frente ao mundo, mas de partir da mesma como um estilo de vida.

Nesse sentido não se pode dizer que os gays falam de homossexulidade.

Anúncios