“Meu corpo, minha terra!

Como se pode pensar em ti,

a coisa mais íntima

e a mais estrangeira?”

Paul Valéry

Anúncios