Imagine escrever arranjando as palavras em forma de poesia e ao mesmo tempo de texto corrido.

Clarice Lispector conseguiu fazer isso como ninguém.

– A escritora misturava os dois estilos para mergulhar na alma dos personagens, mulheres em sua maioria.

– Sabe aquele monólogo interno que o ser humano trava consigo mesmo o tempo todo, ainda sem perceber?

– Pois a artista captou este momento da vida de cada um de nós e traduziu na linguagem escrita com uma arte singular.

– “Devemos modelar nossas palavras até se tornarem o mais fino invólucro dos nossos pensamentos”, afirmou a autora.

– A obra de Clarice Lispector mostra a atitude reflexiva que é necessário ter de si mesmo, a análise crítica dos passos e escolhas que se faz ao longo da existência.

– E, do ponto de vista da língua, é uma oportunidade de mergulhar no melhor da metáfora e da antítese , com sonoridade e imagens.

– Seus principais livros são : Perto do Coração Selvagem, Laços de Família e A Hora da Estrela.

 

Anúncios