Dizem as lendas cearenses que a palavra surgiu no início do século passado.

Um engenheiro inglês,demodos afetados e afeminados, veio instalar uma linha férrea no Ceará.

Como não falava português corretamente, ao se dirigir aos trabalhadores braçais dizia “cuidado com a baitola“, querendo dizer “bitola“, mas pronunciando o “i” como na língua inglesa.

Os trabalhadores o apelidaram de “baitola“.

O termo pegou e passou a ser usado para designar os homossexuais em geral.

Anúncios