Doug, um jovem gay de 19 anos, quer ser infectado com o HIV.

Para ele, ter o vírus significa fazer amizades, não ser mais rejeitado nas salas de chat e ter uma vida sexual intensa e despreocupada.

Para atingir seu objetivo ele conversa, via internet, com diversos HIV-positivos, que em nome da ajuda ao próximo, se disponham a infectá-lo.

Um, em especial, o fascina ao dizer que irá “energizá-lo” com o vírus.

Doug faz sexo com o doador eleito e alcança o êxito almejado.

Esta história parece absurda, mas é verdadeira.

O caso aparece no documentário “O Presente”(The Gifty)

com depoimentos de vários gays americanos

falando sobre a sexualidade nos tempos de Aids.

Anúncios