Na data

do teu suposto aniversário,

visito o local

de tua suposta

última morada

defronte o nada.

Repito os passos,

reensaio os gestos,

galgo em vão

as bordas

mas só deparo

um cenário gasto.

Na data

do teu suposto aniversário,

observo com assombro

os mil pedaços

que brotaram

deste labirinto

sem

Minotauro.

 

Anúncios