No Brasil, um ex-aluno de uma escola estadual no Realengo,no Rio, matou 13 adolescentes na mesma escola em que tinha, possivelmente sofrido bullyng. Será que o bullyng é de fato explicação para esses ataques?

Quem responde é Frank C. Sacco, doutor em psicologia e autor do “Prevenindo o Bullyng e a Violência na Escola”, lançado recentemente nos Estados Unidos):

” O bullyng é conhecido como um fator casual em uma série de comportamentos muito perigosos na juventude. Tiroteios em escolas têm sido estudados extensivamente. Surtos letais, como o que ocorreu no Rio, são atos simbólicos nascidos da vergonha. Normalmente há um componente de “anjo vingador” no simbolismo. O fato de o atirador ter ido para a escola é um sinal de que seu simbolismo acarretou experiências na escola. O bullying é um ato psicológico  repetido na frente de uma plateia.

A hiperconexão, que comprime a humilhação causada pelo bullyng, é um problema moderno vivenciado ao redor do mundo. Os jovens estão colados à comunicação digital e ao escapismo cibernético. Suspeito que isso vá se infiltrar em sua culturaa à medida que o acesso aumentar.

Entrevista concedida à Revista Cult

Anúncios