Um austríaco que é dono de terras que ficam em um bosque no sul do país decidiu colocar placas de aviso contra padres pedófilos, avisando que sacerdotes não podem entrar em sua propriedade acompanhados de crianças.

Sepp Rothwangl, 60, –que afirma ter sido vítima de abusos na infância– diz que a medida é uma tentativa de impedir a ocorrência de tais crimes por parte de religiosos. Segundo ele, o ato é um “protesto como simples cidadão”, já que a Igreja Católica parece ser incapaz de expulsar tais padres da instituição.

Anúncios