A imensa contribuição de Alexander McQueen para o

 mundo da moda é explorada em uma exibição através de mais de 100 desenhos e 70 acessórios que percorrem quase duas décadas de criação do artista, desde sua primeira coleção em 1992 como um recém graduado na escola de design londrino Central Saint Martins, até o último desfile que o público conferiu em março de 2010, um mês após sua morte.

McQueen cometeu suicídio em sua casa de Londres em fevereiro do ano passado, deixando para trás diversos desenhos que “desafiaram e renovaram nosso entendimento da moda além da utilidade, até se transformar em uma expressão de cultura, política e identidade”, explicou Bolton (responsável pela mostra) na apresentação da exposição.

Fonte : Folha Ilustrada

Anúncios